Envolvimento com a causa

Em outubro de 2019 meu marido aos 57 anos faleceu de Insuficiência Cardíaca e Choque Cardiogênico, tinha muita falta de ar e um cansaço de não conseguir tomar banho sozinho. 

Após o falecimento do meu marido comecei a procurar trabalhos voluntários, mas que tivesse alguma conexão com a doença dele e também com a corrida. 

Foi então que descobri a ABRAF e o Team PHenomenal Hope e me encantei com o projeto e com a dedicação da Paula Menezes com a causa.

Quero muito fazer parte deste time para contribuir com a missão, por sua divulgação e para um futuro melhor aos portadores de HP, pois vivenciei o que é não ter fôlego para coisas muito simples.