A prova de 75km foi em outubro e somente agora, em fevereiro, consegui parar e escrever sobre a minha trajetória. Acho que foi tudo tão intenso e desgastante que eu precisava de um tempo para organizar as ideias. Todos que me acompanham na Abraf sabem da minha entrega a esta causa. Por mais difícil (algumas
Leia mais